Aurecon celebrates two decades in Angola

A photo of Aurecon staff in Angola

Aurecon staff in Angola

5 December 2012 - Almost three decades of conflict had left Angola’s social and economic infrastructure devastated. Once peace was restored in 2002, the Angolan Government launched major reconstruction programmes to provide basic services and infrastructure such as roads, water, sanitation and power networks, as well as houses, schools and hospitals. (Scroll down for Portuguese.)

This year marks the achievement of a prestigious milestone for Aurecon – celebrating 21 years of working and helping to rebuild war-torn Angola.

“The story of Aurecon’s 21 year history in Angola started with the then Africon group. It is a story of perseverance, innovation and commitment to overcoming seemingly overwhelming obstacles to help lay the foundation of a new future for the country’s people,” says José Miranda, Aurecon Regional Manager, Africa West Coast and South America.

In 1991, Aurecon’s involvement in Angola began through a relationship that developed between José Miranda, then Aurecon Maputo Office Manager, and Jorge Flora, a former Minister of Works, who had established Gabeng – a small local consultancy.

“During the following years, Aurecon’s involvement in Angola and our Angolan team grew considerably. In 2009, when Africon merged with two other international consultancies, Ninham Shand and Connel Wagner, to form Aurecon, the Angola office became even more equipped, backed by Aurecon’s global resources, to take on the challenges facing the engineering and consulting sector in Angola,” says Tony Barreto dos Santos, Aurecon Country Manager, Angola.

This successful journey culminated in the inauguration of Aurecon's own 1 400 m2 office building in Luanda in 2010. This building centralised Aurecon’s operations, which had previously comprised two local offices, one at the Nova Vida project site and another in Luanda’s Talatona area.

In celebration of this prestigious milestone and to honour our clients, partners and the people who put great effort into growing our business in Angola, Aurecon will be hosting a gala event on 7 December 2012.

At this event, Duas Décadas em Angola (Celebrating Angola) and accompanying DVD will be launched to commemorate and showcase Aurecon’s Angolan journey.

“Through the eyes of our dedicated staff, partners and our clients, we outline the highlights of our journey over the past years, as well as an increasingly impressive list of projects which have been instrumental in assisting Angola to emerge from its history of strife and destruction, to an era of growth and development,” says Miranda.

He goes on to say “We salute the character and tenacity of the Angolan people. This book is dedicated to them and to the many successful associations Aurecon has enjoyed with clients in Angola over the past 21 years. Together we have accomplished significant changes, changes that speak for themselves throughout the pages of Celebrating Angola.”

Dos Santos concludes that the enduring partnerships that Aurecon’s team in Angola has established are founded on trust, trust that Aurecon has earned through ensuring reliable, effective delivery of infrastructure and projects.

“Aurecon, which in all of its dealings acts with integrity, honesty and respect for others, has played a leading role in the reconstruction of Angola and will continue to do so in the years to come.”



A Aurecon celebra duas décadas de actividade em Angola

As quase três décadas de conflito armado deixaram devastadas as infra-estruturas sociais e económicas de Angola. Quando a paz foi restabelecida em 2002, o Governo Angolano lançou programas de reconstrução de grande relevo com o objectivo de proporcionar serviços e infra-estruturas básicas tais como estradas, redes de distribuição de água, de saneamento e eléctricas, bem como habitações, escolas e hospitais.

Este ano a Aurecon assinala mais de 20 anos de trabalho em Angola que se destacam pelo contributo na reconstrução do País.

“A história de duas décadas da Aurecon em Angola teve início com a então designada empresa Africon. É uma história de perseverança, inovação e compromisso em ultrapassar obstáculos aparentemente incontornáveis que ajudaram a estabelecer os alicerces de um novo futuro para o povo deste país,” afirma José Miranda, Director Regional da Aurecon para a África Ocidental e para a América do Sul.

O envolvimento da Aurecon em Angola inicia-se em 1991, através da relação de amizade existente entre o então Director Geral da Africon em Maputo, José Miranda, e Jorge Flora, ex-Ministro da Construção de Angola, que havia criado a Gabeng – uma pequena empresa local de consultoria.

“No decurso dos anos seguintes, tanto o envolvimento da Africon em Angola como a sua equipa de pessoal Angolano, cresceram consideravelmente. Em 2009, quando a Africon se fundiu com outras duas empresas internacionais de consultoria, a Ninham Shand e a Connel Wagner, para constituírem a Aurecon, o escritório de Angola tornou-se uma unidade mais capacitada, com o apoio dos recursos globais da Aurecon, para fazer face aos desafios colocados pelo sector da engenharia e de consultoria em Angola,” afirma Barreto dos Santos, Director Geral da Aurecon em Angola.

Este percurso de sucesso culminou com a inauguração em 2010 do seu próprio edifício de escritórios em Luanda com uma área de 1400m². Este edifício permitiu a centralização de todas as operações da Aurecon em Angola, que estavam anteriormente distribuídas por dois escritórios, um no projecto Nova Vida e o outro na área de Talatona em Luanda.

Para comemorar este marco de prestígio e para homenagear os nossos clientes, parceiros e todas as pessoas que muito se esforçaram para o crescimento da nossa actividade em Angola, a Aurecon organiza uma gala no dia 7 de Dezembro de 2012. 

Nesta gala, será lançado o livro Duas Décadas em Angola (Comemorando Angola) e o DVD que o acompanha, para comemorar e dar a conhecer o percurso da actividade da Aurecon em Angola.

“Pelos olhos do nosso pessoal dedicado, dos nossos parceiros e dos nossos clientes, delineámos os pontos mais importantes da nossa caminhada ao longo dos últimos anos, e apresentamos uma lista impressionante de projectos que foram fulcrais para ajudar Angola a emergir da sua história de conflitos e destruição, para uma era de crescimento e desenvolvimento,” afirma José Miranda.

E continua, afirmando “Saudamos o carácter e a persistência do povo Angolano. Este livro é-lhe dedicado e às muitas parcerias bem-sucedidas que a Aurecon fez com os seus clientes ao longo dos últimos 21 anos. Juntos, realizámos mudanças significativas, mudanças que falam por si próprias ao longo das páginas de Comemorando Angola.”

Barreto Dos Santos afirma que as parcerias duradouras que a equipa da Aurecon em Angola estabeleceu estão alicerçadas em confiança que a Aurecon conquistou através da sua garantia de fiabilidade e na entrega efectiva de infra-estruturas e projectos.

“A Aurecon, que em todos os seus compromissos, actua com integridade, honestidade e respeito pelos outros, desempenhou um papel de liderança na reconstrução de Angola, e continuará a desempenhá-lo nos anos vindouros.”